Home
Quem sou eu?
A dona barata
O fantasma...
A peq grande
J. e a origem
J. e as palavras
Sofia e a joan...
Fadas sem asas
Quem descobriu
J. 4 Operações
Premiações
Críticas
Fotos/eventos
Outros Contos
Dicas 1º Livro
Curiosidades
Pág. Restrita
Fale conosco



Quem descobriu o Brasil? Teriam sido as fadas?
(O dossiê das fadas)


      Publicado no pelo método de Self Publishing (auto-publicação) do Clube de Autores, nos formatos impresso ou eletrônico, este livro usa de licença poética para convidar a uma viagem fantástica inspirada nos mitos e lendas celtas e na possível migração dos seres feéricos do folclore europeu ocidental para as Américas. Utiliza histórias, contos e relatos fabulosos para fantasiar sobre a possibilidade de as antigas divindades celtas utilizarem portais mágicos existentes em túmulos ou outeiros e demais elevações do solo, o fundo das águas ou as ilhas do além-mar, para alcançar o mundo das fadas ou país do verão: o paraíso celta, relacionando a busca da lendária ilha paradisíaca de Hy-brasil ao descubrimento das terras tupiniquins.

Trecho:
(…) É dentro dessa perspectiva “mágica” (incompreesiva para nós, ocidentais, visceralmente racionalistas), onde se misturam fatos históricos com relatos fabulosos e/ou fantasiosos, que deve ser levado em conta o dossiê que ora se apresenta: um exercício de imaginação. Adverte-se que os dados histórico, culturais e científicos, mesmo os de fontes não oficiais aqui utilizados e devidamente referendados, são tomados de forma parcial, às vezes distanciados de seus sentidos originais, pincelados apenas para que se consiga traçar um curso a partir da origem das fadas irlandesas como antigas divindades celtas (os Tuatha De Danann), que se esconderam através de portais em montes, lagos e ilhas mágicas que davam acesso a um Outro Mundo, também conhecido pelos celtas como o mundo das fadas ou país do verão: o paraíso celta. Pretende-se abstrair dos fragmentos teóricos aqui apresentados (muitos deles rechaçados pela academia) o seu contexto mágico e etéreo visando sustentar – ainda que de forma fantasiosa    a hipótese de que os celtas e suas criaturas feéricas buscavam ao nosso país tropical – o Brasil – quando partiam para o além-mar em suas jornadas ao outro mundo (as conhecidas imramma), em busca do lendário paraíso celta, chamado de Ilha de Breasal, Ibrasil ou Hy-Breasil, tendo estabelecido seus sídhes em alguns lugares brasileiros considerados encantados.

Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Veja em PDF algumas das páginas do livro, que também são disponibilizadas no site da Editora, clicando na figura abaixo




Atualmente o livro está disponível também em outras livrarias e editoras, como a Livraria Cultura, a Saraiva e a Amazon e pode ser acessado diretamente nos sites pelo nome do livro ou do autor, inclusive na loja virtual do Clube de Autores, no link abaixo:

www.clubedeautores.com.br

DESCRIÇÃO CADASTRAL


Preço de venda (Versão impressa): R$ 25,34

Preço de venda (Versão ebook): R$ 10,76

Número de páginas : 80

Edição: (1) (2018)

Formato: A5 148x210

Coloração: Preto e branco

Acabamento: Brochura c/ orelha

Tipo de papel: Offset 75g

Tópicos: História Alternativa, Fantasia, Contos De Fadas, Folclore E Mitologia, Realismo Fantástico, Ficção .

Palavras-chave: mágica, hy-brasil, feérico, fantasia, fadas.
Não vê essa imagem? Então clique aqui com botão direito do mouse e depois em Mostrar Imagem.

Site sempre em fase de construção - críticas/sugestões: fhelios@gmail.com

Site pronto: NetFacilita